MOVIMENTO MARUJADA CHEGA EM FESTA À PARINTINS PELOS 30 ANOS NO FESTIVAL

Recepcionados pelo presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá, vice-presidente, Jender Lobato

26 de junho de 2018 Parintins Amazonas Terra Folclore Geral

Glenda Dinely

Caravana com torcedores do Boi Caprichoso vindos de Manaus completou três décadas e desta vez veio com pessoas que fizeram o primeiro percurso para o festival de Parintins  


Uma mistura de emoção e alegria marcou a chegada do Movimento Marujada ao Festival Folclórico Parintins 2018, na tarde desta terça-feira (26). Recepcionados pelo presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá, vice-presidente, Jender Lobato, torcidas FAB e Raça Azul, os torcedores trouxeram na bagagem e no peito a garra da nação mais apaixonada de boi-bumbá. O ano de inauguração do Bumbódromo, 1988, também é a data da primeira caravana de um boi ao festival, com 70 parintinenses, residentes em Manaus, membros do Movimento Marujada.

Após oito anos sem viajar de barco para o festival, o ex-vice-presidente do Caprichoso, Sérgio Viana, reviveu a emoção dos primeiros parintinenses, que há 30 anos vieram pela primeira vez à Parintins. “Em 1988, viemos em uma balsa cedida pelo Seu Dodó Carvalho, trazendo 70 pessoas, e hoje chegamos com 400 pessoas em clima de festa. É emocionante saber que o sonho do grupo de jovens, em transformar o festival em um evento para desenvolver Parintins, deu certo”, ressaltou.

No percurso de 30 anos, houveram muitas perdas, lembrou Viana, ao destacar o ilustre e saudoso sócio, João do Carmo de Jesus, o Careca, fundador do Movimento Marujada, que faleceu no início deste ano.  “ Passa um filme na cabeça. O Careca foi um baluarte da nossa sobrevivência, sentimos muita a falta dele”, falou Sérgio Viana, ao relembrar do amigo emocionado.

Um agradecimento também foi estendido à imprensa que comprou a ideia do Movimento Marujada em Manaus e contribuiu com a divulgação do Festival Folclórico de Parintins há 30 anos. “A imprensa foi fundamental, porque nós acreditávamos que a nossa festa podia crescer. Foram muitas mãos que nos ajudaram tais como Zezinho Cardoso, Dodozinho Carvalho e muitos outros”, agradeceu Sérgio Viana.

Rogério de Jesus, o Roca, também fundador do Movimento Marujada, carregava nas mãos um banner com a imagem de João do Carmo. “O Careca era um cara excepcional. Foi dele a frase: ‘Temos que trazer o boi para Manaus senão, não vai vingar’”, recorda. A partir de então, o Movimento Marujada cresceu e hoje é marca registrada da persistência, amor e paixão pelo Boi Caprichoso.

O presidente Babá Tupinambá ressaltou a importância do Movimento Marujada para o Festival de Parintins e o Boi Caprichoso. “Por muito tempo, foram eles que ‘aguentaram’ financeiramente o boi. Então, a nossa presença aqui é para retribuir todo o esforço e dedicação de todo o Movimento Marujada”, disse. Jender Lobato lembrou que o Movimento superou as dificuldades e resgatou a energia da galera. “O sucesso do festival começa em Manaus, com a divulgação do Movimento Marujada, que cumpriu a missão com sucesso”, elogiou.

LEIA TAMBÉM:

Clique para abrir

11/11/18 “Não estamos atrás de quantidade, estamos atrás de qualidade”, diz diretor do Caprichoso

Das vinte composições apenas três foram aprovadas para o projeto “Um canto de esperança para Mátria Brasilis”


10/11/18 Caprichoso escolhe hoje toadas de Galera no Curral Zeca Xibelão

Os primeiros cem torcedores que chegarem ao curral receberão senhas para também julgar as toadas


22/9/18 Emoção e unidade pelo Tri marcam despedida de Brena e anúncio de Cleise Simas

A nova Rainha do Folclore foi coroada por Brena Dianná


19/9/18 Com mega produção, Boi Caprichoso vai anunciar a nova rainha do folclore na sexta-feira

A partir desta quarta-feira ensaios na praça dos Bois


10/9/18 Leilão do galpão do Caprichoso pode deixar bumbá de fora do festival de 2019

Leilão do galpão do Caprichoso pode deixar bumbá de fora do festival de 2019



Festival 2019: 28, 29 e 30 de junho


BOI CAPRICHOSO


Todos os direitos reservados - boicaprichoso.com